sábado, abril 26, 2008

Ode ao "25/4/74"... do Grande Amigo Elias...

CRAVOS...

Quantas vezes olho os cravos
destes anos já passados...
...vejo-os murchos, tão sem côr,
amarelentos... alquebrados...
E, outrora, eram vermelhos,
alegres, frescos, cheirosos,
mas este passar dos anos
tornou-os até odiosos!
Decorreram 34 anos
da Revolução de Abril,
foram de tanta esperança...
mas tão cheios de enganos,
de desilusão triste, vil!
Até voltou a velha censura
à Comunicação Social,
a sociedade não está segura
há injustiças sem igual!
E aquela democracia
por que tanto se lutou...
já não passa de utopia...
...mas Portugal até mudou!
E fê-lo completamente...
...ostracisam-se os Militares,
as leis do trabalho... indecente...
desemprego é aos milhares!
E os pobres reformados
com direitos adquiridos,
são pelo Estado desprezados,
vilpendiados, reprimidos!
Perdem direitos na saúde...
não têm o direito de viver...
...e o jovem que se cuide,
porque tudo irá perder!
Voltará a emigrar...
...eis a solução sem igual
trazida pela Revolução
que vinha mudar Portugal!

Victor Elias
--

3 comentários:

Isabel-F. disse...

só verdades neste poema ...


gostei


bjs

Manuel Damas disse...

Passei para deixar um abraço e votos de uma boa semana.

Anónimo disse...

Não quererá dizer:
CRAVAS?