domingo, setembro 17, 2006

Apitadores de Setúbal

É um facto: os árbitros de Setúbal são dos mais incompetentes a arbitrar jogos do SPORTING!
Carlos Valente deixou escola. E que escola!
Já não bastava o corrupto António Costa.
Hoje, calhou em Alvalade o João Ferreira. Outro corrupto da arbitragem.
Indiciado como um dos réus do "Apito Dourado".
É mais um dos vigaristas do apito... de Setúbal.
João Ferreira é o rosto-real dos vigaristas do futebol nacional.
A sua toca: A.F. de Setúbal.

3 comentários:

O LEÃO DA ESTRELA disse...

O Sporting viveu uma autêntica noite de trevas em Alvalade e sofreu a primeira derrota da temporada frente a uma equipa que marcou um golo com a mão à beira do intervalo e estacionou um autocarro de jogadores defensivos em frente à sua baliza durante toda a segunda parte.
Entrevados andaram o árbitro João Ferreira e o seu assistente do lado do ataque pacense, pois não viram um artista brasileiro chamado Ronny a empurrar a bola com a mão para dentro da baliza de Ricardo e, assim, decidir o jogo. Entrevados andaram igualmente os avançados do Sporting, pois não acertavam com a baliza ou encontravam pela frente uma perna ou o corpo do guarda-redes Peçanha, autor de uma exibição notável. E o Sporting, que até costuma ser eficaz, marcando golos com poucas oportunidades, terá conseguido mais oportunidades flagrantes neste jogo inglório do que no conjunto das duas jornadas iniciais, frente ao Boavista e ao Nacional.
Ao intervalo, a vantagem do Paços de Ferreira já não correspondia ao que se passara em campo: um jogo dividido, com o Sporting muito previsível, sem agressividade e sem rasgo, perante um Paços de Ferreira a contra-atacar em velocidade, procurando assim sacudir o confuso jogo sportinguista. Na segunda parte, o jogo teve sentido único, em direcção à baliza pacense, de nada valendo a Paulo Bento as mudanças operadas na equipa.
Ainda sobre a equipa de arbitragem, duas perguntas: como é possível que dois homens (o árbitro principal e o assistente) não tenham visto o jogador do Paços de Ferreira a usar o braço para marcar o golo? O que é que árbitro João Ferreira queria com aquele sorriso pateta face aos protestos dos jogadores do Sporting na sequência desse golo ilegal?
Em resumo, o campeonato prossegue, com o Sporting a encontrar pelo caminho árbitros sem categoria, que tanto dão pontos numa jornada como os tiram logo a seguir... É o futebol no país do Apito Dourado...

Anónimo disse...

Este João Ferreira e outros deviam ser tratados à paulada aonde quer que estivessem,mas somos um país de brandos costumes. Veja o caso casa pia que o violador Rito vai comer aos melhores restaurantes, é fotografado e ninguém lhe faz nada.
Somos uma vergonha de cidadãos. Passivos até ao infinito. Não prestamos para nada.

Camilo disse...

Ao Leão da Estrela:
-------------------
Dos Grandes, o SPORTING é o Clube mais prejudicado.
Foi nas Antas para a Taça de portugal;
Tinha sido na época do golo do Luisão, na Luz;
Foi em Alvalade com o porto no jogo do título, enfim...
É preciso haver -tem de haver- uma tomada de consciência dos SPORTINGUISTAS.
Há 50 anos que os nossos dirigentes nem atam nem desatam... Deixam-se "levar" e não tomam uma posição drástica.
Houve o "LUTO" no tempo do Roquette,alvo de chacota até por parte dos nossos rivais... perdeu-se, aí, uma oportunidade de se ter ido mais longe.
Até parece que têm medo de ficar na história...
As sanções (que do acto advenham)não serão eternas...
E as cadeias não foram feitas para prender cães(!...).
Afinal, vamos continuar a assistir ao permanente roubo; a ganhar um campeonato quando os "outros" o permitem;a levar com os "Guilhermes" da arbitragem a dizer que "errar é humano"; a ver os nossos jogadores castigados por um CD batoteiro e mafioso, composto por desembargadores tendenciosos, etc. etc...?
ATÉ QUANDO???