quarta-feira, janeiro 17, 2007

EU VOTEI!!!



Não foi um refractário...
Não vendeu os interesses da Pátria às potências internacionais...
Não conspirou contra Portugal...
Não foi um traidor...
Edificou um País respeitado no Mundo...
Consolidou Portugal como um Estado de Direito...
Defendeu os portugueses Aquém e Além Mar...
Não subornou nem foi subornado...
O seu nome não figura na lista dos milionários de portugal...
Morreu pobre!
Deixou um País rico...
empobrecido, miseravelmente, pelos traidores do 25 d'Abril!!!

9 comentários:

Jorge disse...

Deixou o pais na cauda do mundo. Mandou prender milhares de portugueses. Criou o Tarrafal. Fez com que muitos paises cortassem relações connosco. Criou a PIDE.
Manteve uma guerra onde centenas perderam a vida e muitos ficaram estropiadosCortou todo o tipo de liberdades. Enfim, um pulha, um ditador. lamento que alguém ainda pense assim.

J. Pereira disse...

Eu gosto de contar histórias pelo fecto de as ter vivido e não por ter ouvido contar.

Camilo disse...

Resposta a "um" Jorge!
---------------------
-Na cauda do mundo está agora portugal;
-O Tarrafal não foi criado pelo Estado Novo. Já existia para os mesmos fins em que foi utilizado:mandar para lá os traidores;
-A Polícia de Intervenção e de Defesa do Estado (P.I.D.E.), foi criada para segurança da Nação Portuguesa, contra os miseráveis traidores, bandidos e demais parasitas da sociedade.
Ao contrário do KGB soviético, da DISA angolana,da DGI e MTS cubanos... que fuzilaram, deportaram e inutilizaram milhões de cidadãos inocentes.
Portugal tem, actualmente,o SIS... e muitos outros existirão sem que se saiba, porque AGORA... é que não se sabe de nada!
(O caso do microfone escondido no gabinete de Cunha Rodrigues ainda hoje é um mistério...
A morte de Sá Carneiro e seus acompanhantes, é a prova que um "serviço" verdadeiramente secreto e tenebroso, bem pior que os anjinhos da P.I.D.E., foi implantado após a "abrilada").
Os portugueses, como eu e outros milhares e milhares, tiveram a liberdade de escolher o seu destino, Aquem e Além-Mar.
Sem preconceitos.
Hoje somos o país dos desempregados, dos ministros corruptos, de uma justiça só para os poderosos.Empregos só para os "tachistas", famílias e amigos.
Os chantagistas da democracia-portuguesa, transformaram este país num viveiro de ladrões, de violadores de crianças, pedófilos, contrabandistas...
Temos o pior ensino da CE.
Temos as prisões mais cheias da CE.
Temos os piores condutores da CE.
Somos o país que mais vinho consome.
O Índice de analfabetismo é o maior da CE.
Somos a escumalha mundial!!!
Hoje, sim, ninguém gosta de nós!!!
É uma vergonha...
Não estamos seguros no nosso país.
Somos roubados, esfaqueados e vemos os filhos e as filhas dos portugueses serem violadas por gente da estranja... sem que haja justiça ou poder jurídico para acabar com tal situação.
Há bairros em portugal onde a polícia não consegue entrar, a não ser com um efectivo militar ou altamente armada.
Antes da abrilada, tal situação era impensável!
UM EXEMPLO:
Há conhecimento de que em África, no Iraque ou na Arábia Saudita... andem estrangeiros -brancos ou pretos- a roubar os indígenas... nos autocaros ou nas ruas do seu país???
-Nem pensar!...
Perdemos a identidade, o respeito, a razão, com a maldita abrilada.
SALAZAR SEMPRE DEFENDEU O SEU POVO,
ou seja: O POVO PORTUGUÊS!
Lamento que ainda haja gente mal informada, mas por alguma razão o país está como está.
Há quem prefira pensar pela cabeça dos outros!
...A "marca" da ignorância!!!

jorge disse...

Tenho 59 anos. Vivi sob o jugo de Salazar. Tive amigos presos e torturados pela PIDE. Cumpri serviço militar na Guiné. Vi morrer alguns militares. Vi muitos estropiados. Conheci muitos portugueses que fugiram para o estrangeiro por terem opinião. Vivi no pais mais atrasado da Europa. Não é por ignorância, ou por ter ouvido dizer, sr. Camilo. Vivi aqui, sofri aqui. E o sr. Camilo estava cá? Que idade tem? A que estrato social pertencia? Não apague a história, por favor.

Anónimo disse...

Não quero voltar ao tempo de Salazar, mas tambem não pretendo viver num país que a cada dia que passa vai-se encolhendo devido à mediocridade.

A liberdade é linda e sublime mas o desleixo em que se encontra o nosso País desmotiva qualquer pessoa de bem.

Camilo disse...

"O MAIOR CEGO
É AQUELE QUE NÃO QUER VER"
(popular)
..........................
Agora é que se vive debaixo
-de vários- jugos!
Há um estadista que lhes chama "Lobbyes".
Tenho 60 anos... 30 dos quais passados em Angola, uma das ex-províncias Portuguesas...(!)
Regressei ao país de nascimento em 1992...
Tempo mais que suficiente para ter observado todos os tramas da independência preparada pelos traidores da pátria portuguesa...
Vi, com os olhos cheios de lágrimas, naquela noite de 11 de Novembro de 1975, o arrear da bandeira portuguesa...
ser a mesma embrulhada como um lençol para lavar...
e transportada por um militar para a fragata que estava ao largo da baía de Luanda.
Foi a maior humilhação a que assisti na vida.
Confesso que preferi, naquele momento, estar em portugal com o rótulo de "retornado"...!
Assisti à maior fraude eleitoral de que há memória em qualquer país do mundo:
As "Eleições livres e justas"...
Infelizmente, com "a cobertura" do então ministro dos negócios estrangeiros, um tal Durão Barroso.
Quero aqui dizer, para todos aqueles que nada sabem da HISTÓRIA...que, meses antes da independência daquela ex-província portuguesa, já havia milhares e milhares de cubanos militarmente armados pelo KGB, com a cobertura dos traidores da Junta de Salvação Nacional, ao serviço do social-fascismo-soviético...!
Não!!!
Não quero apagar a história...
Da mesma forma que não permito que os mal-informados "jorges" deste país -cada vez há menos-...
a queiram pintar com outras "cores"...utópicas!
------------------
"HAVEMOS DE CHORAR OS MORTOS
SE OS VIVOS O NÃO MERECEREM"
(Salazar)
-------------------
Errar é próprio dos homens, mas até à data -de hoje- foi o melhor estadista e mais honesto dos governantes de PORTUGAL.
Camilo,18/jan/2007.

jorge disse...

Lamento Camilo que penses assim. Para mim Salazar foi o maior bandido da história de Portugal. Disfarçar o passado com o epíteto de honesto, sério é muito redutor. E o resto? Não houve mais nada? Felizmente que a maioria deste povo ainda pensa como eu. A democracia é uma conquista que não se pode alienar. Ainda, infelizmente, há alguns saudosistas mas a "lei da morte" vai libertando-os.

Diogo disse...

Você tem mesmo ar de jorginho minha Santa Ingorância atrasada Mental.
Se diz mal de Salazar porque não gosta dele , vá lá, eu não ligo, agora dizer mal dele por pensar que ele era mesmo mau?
Assim já tenho pena de si, ignorante, fique sabendo que o meu pai com 53 anos teve todas as possibilidades para fugir à guerra pois o meu avô felizmente tinha dinheiro.
E sabe o que ele fez?
Pegou na arma e foi defender Portugal para Angola.
Não queriam tortura?
Que não colocassem bombas e outras coisas.
Eu também não gosto destes governos dàbrilada e não é por isso que ando a revolucionar.
Vamos ter calma, secalhar era melhor viver sob a ditadura comunista tipo China ou Albânia....
Meus Hereges......
www.oliveirasalazar.org

Anónimo disse...

ANTES MORRER LIVRES
QUEM PAZ SUJEITOS