quarta-feira, fevereiro 07, 2007

A ratazana (ainda) mexe...

Provavelmente a Título Póstumo, Mário Soares apresentou no Tribunal da Boa Hora o seu último palavreado:
"Vítimas de Salazar".
Os artistas são os mesmos do costume:
Prefácio do deputado do Bloco de Esquerda Fernando Rosas e coordenação do investigador de História Contemporânea João Madeira, tendo ainda a autoria de Irene Flunser Pimentel e Luís Farinha.
Não apresenta guião... a tê-lo, talvez (e só) de alguma produção ficticialista... da mentalidade nacional... ou então foi esquecimento.
Para a a ratazana Soarista, sempre pronta para esgrimir a bandeira contra o fascimo (e do qual foi servidor...) é preciso que se levantem as vozes deste país e lhe atirem para cima do cadáver ambulante que os crimes da "Descolonização Exemplar Soarista, S.A.R.L." foram a maior matança de que há memória na história do portugal contemporâneo.
Só os facínoras esqueceram.
Só os traidores querem branqueá-la.
Fico à espera que estes investigantes da história portuguesa... iniciem já a respectiva compilação.
Para a culpa não morrer solteira!...

3 comentários:

Anónimo disse...

É lamentável ainda haver portugueses que perdem tempo com isto.

Henriques disse...

Qualquer dia morre sem ninguém chegar a saber quem foi a sua mãe.
Mas que grande mistério...

Um amigo disse...

Camilo, por favor não percas tempo com este bandido.
Gasta as tuas energias em coisas mais importantes.
Este já passou à história.