segunda-feira, julho 28, 2008

"É um insulto aos portugueses serem governados por Sócrates"

Alberto João Jardim, disse, no domingo que «é um insulto» Portugal ser governado por um primeiro-ministro como José Sócrates», afirmando que os sociais-democratas madeirenses tudo farão para permitir uma viragem política.

«Isto chegou a um tal estado que não estejam à espera dos partidos políticos da oposição. Somos nós, povo, que temos que mudar Portugal. Saibam que podem contar com os portugueses da Madeira para dar a volta que tem que se dar dada a Portugal»,
disse Alberto João Jardim na tradicional festa anual do Chão da Lagoa.


«Sócrates não pode continuar a governar Portugal, eu julgo mesmo que é um insulto aos portugueses serem governados por Sócrates».


Alberto João Jardim classificou José Sócrates como um «grande inimigo da Madeira» pelas dificuldades que tem provocado à região:

«Esse indivíduo, o grande inimigo da Madeira, pensou que nos podia destruir, pensou que íamos parar com o desenvolvimento roubando-nos dinheiro».

O líder do PSD-M disse ainda que a Madeira não vai trair Portugal.

«Eu bem sei que lá, em Lisboa, as forças que podiam mudar Portugal querem é, às cinco da tarde, mudar de camisa e ir para casa ver televisão.

É um pais que está acovardado, é um pais que está rendido, é um pais que está completamente conformado, mas há aqui, na Madeira, um Portugal que não se conformou».

3 comentários:

Ska disse...

se o AJJ bebesse água de vez em quando, uma pessoa até era capaz de ouvir o que ele diz sem ir logo de pé atrás

filomeno2006 disse...

Acertada decisión del Sr. Jardim, en el sentido de adoptar acuerdo extrajudicial con el sr. Baptista- Bastos y no acudir a los tribunales por su diferendo.

Anónimo disse...

alberto joao para primeiro presidente ja