quinta-feira, abril 30, 2009

a-b-r-i-l-â-n-d-i-a... a-b-r-i-l-â-n-d-ia... a-b-r-i-l-â-n-d-ia... a-b-r-i-l-â-n-d-i-a...

Um dia, num Abril de má memória,
Cortaram os ares setas de traição,
Oficiais não-portugueses, invejosos e inebriados,
Que é como quem diz: embriagados,
Pelo fulgor do comunismo assobiado,
Congeminaram uma trágica revolução,


Vampiros, assassinos,
Farilhões da vigarice, mentores da traição,
Aos gritos aos saltos,
Defecando ódio e bafejando escarros,
Como escorpiões, como alforrecas,
Escreveram nos muros das minhas cidades,
Epopeias de asco e obscenidades,
Cuspindo em sacrários de todos os credos.
Bajulados por vendilhões
E obedecidos por soldados parvos e imbecilizados
Cobriram de estrumeira
Um País destruído, um povo vendido
E os vendedores,
Vindos das bandas da Sibéria,
Desertores, refractários, peste miserável,
Conseguiram roubar tanto a tantos,
Mais do que ladrões reunidos,
Em oito séculos de História vividos.
Aqueles oficiais traidores,
Do Quadro Permanente das Forças Armadas,
Os maiores beneficiados de Salazar e Caetano,
No dia 25 de Abril de 1974!...
---------------
(In A.S.D.-adap.)

3 comentários:

José disse...

Meu caro amigo,

estou em "estado de choque".

Estive a ver o programa da SIC Notícias sobre o Marcelo Caetano (com os testemunhos dos que lhe eram próximos!).

Aquele malandro, par além duma pessoa austera e brilhante, nem queria pagar as roupas que a filha tinha de comprar para o acompanhar em vistas de Estado (por doença da esposa).

FORRETA! Então com um cargo daqueles (Primeiro-ministro do "IMPÉRIO COLONIAL PORTUGUÊS!) e, apesar de ser considerado vaidoso (!) tinha uma costureira doméstica? Não usava e não pagava à filha roupa comprada aos grandes costureiros franceses.

De que é que ele estava à espera? Tinha mesmo que ir para o Brasil,... para aprender a ser corrupto!

Agora sim! Agora temos Fundações de gente que nada tinha, temos políticos – que vieram do nada! - milionários e bem vestidos (apesar de continuarem a "andar nus"!...) e que viajam em aviões "privados"! O POVO, esse "é quem mais ordena",... desde que seja na DIRECÇÃO CERTA!

Como é que esta gentalha tem coragem de falar de Salazar e Caetano - SERVIRAM A PÁTRIA (à sua maneira!) E MORRERAM POBRES - enquanto eles se servem dos cargos para destruir o País, enriquecem e roubam-nos, descaradamente, TODOS OS DIAS!

Sempre fui e continuo a ser DEMOCRATA e SOCIALISTA! Mas sou, acima de tudo, HONESTO! Entre um "democrata" corrupto e um "fascista" honesto - e eu conheci alguns - estarei, INEQUIVOCAMENTE, ao lado do HONESTO!

(Ouvi, hoje, num programa da RTP dedicado ao 25 de Abril, uma canção que pensei já estar banida, onde se fala dos “contratados” que eram pagos com “peixe podre”, “fuba podre” e de “cabeças de pretos para os motores”! “Felizmente” hoje já não há “contratados”, porque já não há roças, já não há café, sisal, algodão,... mas há fome e miséria! Será de “peixe podre e fuba podre” que as crianças de Luanda procuram nos contentores do lixo para se alimentar? Talvez seja lagosta e caviar! E de que é que os motores do AVIÃO PRIVADO do José Eduardo dos Santos se alimenta; de “cabeças de brancos”?).

Um abraço!

GPS

Camilo disse...

Quando essa canção apareceu, depois da abrilada, cantada pelo Rui Mingas, com poemas do António Jacinto, um branco, a quem chamaram de: "poeta de combate"...
eu costumava dizer que, a parte que mais gosto na canção é aquela em que diz:
"Porrada, se refilares"...
Ainda hoje o digo.
Um Abraço.
Ah, já me esquecia de lhe dizer:
Faz hoje, dia 1, 35 anos que fui passar o 1º de Maio ao Mussulo, com todo o pessoal do "Notícia" e da "Província de Angola".
O Manuel Vinhas discursou. O João Fernandes "A Chuva e o Bom Tempo", também.
Todos acreditávamos que iríamos ser felizes.
Tenho uma foto.

Camilo disse...

Amigo GPS
O Vital Moreira levou no foçinho.
É pena ser agora.
Devia ter sido em 1974.
De qualquer maneira, mais vale tarde...
Hoje não actualizei o blogue porque estou com problemas no teclado. Não consigo fazer a pontuação e as teclas estão trocadas.
Não seio o que se passa.