sexta-feira, junho 11, 2010

O caso do roubo dos gravadores aos jornalistas da "Sábado"...

Ricardo Rodrigues, ao amarfanhar (de forma subtil, diga-se) os gravadores que, diplomaticamente, enfiou no... bolso...
se calhar... pensava que eram... pichotas.

Daí... o rapto...

3 comentários:

César disse...

Caro Camilo,
vexa acertou na "mouche"

Camilo disse...

Olá César...
«Em Novembro de 2003, era Ricardo Rodrigues secretário regional da Agricultura e Pescas do governo de Carlos César, rebenta o escândalo de pedofilia nos Açores, conhecido também por «caso garagem do Farfalha». Várias figuras conhecidas de Ponta Delgada vêem o seu nome enredado no escândalo, entre elas um conhecido médico e um procurador-adjunto, (convenientemente transferido para o Tribunal de Contas do Funchal)
Ricardo Rodrigues vê, também, o seu nome implicado e, antes que a coisa atinja outras proporções, demite-se do Governo Regional. Porém, apesar do falatório, o agora deputado nunca foi constituído arguido no processo.»
...
onsta que...
Alguém lhes terá roubado as roupas na praia e telefonado para a PSP...

César disse...

Caro Camilo,
sei quase todas essas histórias(verdadeiras),a da praia sem roupa não sabia.
Mas Carlos César o que tirou com uma mão,deu com a outra.
Obrigou e muito bem, esta jarra de porcelana a pedir a demissão do Governo Regional.
A seguir,arranjou as cunhas para ele ir para o Continente empestar o País com o ar que respia no dia-a-dia.