quinta-feira, janeiro 03, 2008

A.S.A.E. - uma figura triste!!!


Ao ver a fotografia do inspector-geral da ASAE a fumar num espaço público fechado com aquele ar vaidoso a que tem habituado os portugueses fiquei cheio de interrogações.
Comecei por achar que alguém com as suas funções deveria evitar vários locais, até porque sabemos que em empresas como os casinos é habitual serem feitas ofertas de borlas a entidades públicas que de alguma forma têm jurisdição sobre a sua actividade, como é o caso da ASAE.

Como terão pensado muitos portugueses fiquei com dúvidas sobre o inspector-geral e um dos seus sub-inspectores pagaram a noite do seu bolso ou beneficiaram de uma borla.
Por mais cambalhotas que o inspector-geral
ou por mais pareceres que os seus serviços faça, qualquer português percebe que a sala de jantar do casino obedece às mesmas leis que se aplicam a qualquer restaurante, assim como a sala de jogo deve estar igualmente sujeita às regras de qualquer bingo ou associação recreativa.

O inspector-geral não vai conseguir convencer ninguém de que a lei não se aplica aos casinos e ir para as televisões dizer que a lei não refere especificamente os casinos é ridículo, seria esperar que a lei só seria eficaz se enumerasse as centenas de tipos de estabelecimentos públicos que têm espaços fechados.

Dizer que o estudo dos seus serviços foi feito há um mês é gozar connosco, a não se que ele já nessa altura estivesse preocupado com aqueles estabelecimentos.
O inspector-geral da ASAE ridicularizou o Governo e retirou toda a credibilidade da nova lei.

O mínimo que lhe deveria acontecer era ser demitido.

Mas como já vimos com o caso da DREN, Sócrates não demite este tipo de gente, parece que gosta deles.
(In O Jumento)
---------------------------------
As entradas no Casino eram na ordem dos... 500 Euros.
100 contos na moeda antiga.
Vale a pena chefiar a... A.S.A.E.!!!

7 comentários:

Isabel-F. disse...

...pois é ...


rssss....


mas sabes que parece que não houve qualquer infracção ...


segundo o CManhã de hoje, o Presidente do Casino vem dizer que o chefe da ASAE não cometeu qualquer infracção, porque o casino cumpre as normas da nova Lei do Tabaco e o tal chefe estava sentado na zona de fumadores ....

e esta? o que achas????


beijinhos

Anónimo disse...

No casino de Lisboa pode-se fumar praticamente em todo o lado,mesmo perto das pessoas que estão a comer,não existem barreiras nenhumas entre as zonas de fumadores e as de não fumadores,o dinheiro falou mais alto,as leis aprovadas por esta corja de vendidos são apenas para serem cumpridas pela plebe,começo a ter saudades de Salazar.

Casemiro dos Plásticos disse...

basicamente perdeu toda a credibilidade e moral que tinha, vai vale demitir-se, um mau exemplo habitual neste paìs.
abraço e bom ano!

Camilo disse...

Meus Queridos Amigos,
Eles fazem as leis para o povo as cumprir.
Dizem que estão preocupados com a nossa saúde, mas é uma grande mentira.
Se estivessem preocupados com a nossa saúde não fechavam as urgências, os SAP'S, nem as maternidades.
O que eles querem é a nossa carteira:
coimas, impostos, etc.

A Salazar, muitos portugueses, pelo que está a acontecer no presente, têm que lhe pedir perdão.
E, para vos ser franco, começo a lembrar-me de Pol Pot, o sanguinário chefe dos Kmers vermelhos, do Camboja.
É o que me fazem lembrar estes sacanas.
Perantes estes factos, quereis saber a minha ideia?!
-Vamos todos contribuir para a criação de uma ETA... que nos defenda destes marginais da opinião e do desGoverno.
E quanto mais rápido, melhor!!!

Anónimo disse...

ETA também não! Esses são assassinos que matam indiscriminadamente.
Precisamos é de um eficiente grupo de "snipers", atiradores exímios, que vão eliminando selectivamente os ditadores e seus acólitos usurpadores dos poderes.

Camilo disse...

Amigo anónimo,
Desde 1973 que sou um fervoroso adepto da ETA.
Tenho acompanhado -pelos jornais- todas as suas acções.
Não matam indiscriminadamente.
Escolhem -e bem- os seus alvos.
Polícias; carcereiros; políticos;
e outros.
Erros, sempre há, claro.
Quem dera ao povo português ter um "braço armado" a este nível.
Pelo menos, "ninguém" brincava aos referendos, às colheres de pau, às migas alentejanas, às bolas de berlim, nem ao HAACP.
Olhe, já me esquecia...
E não fumavam no... Casino!!!

Freeworld disse...

Haviam de perguntar a esse senhor se passa facturas ou é colectado como criador quando vende as crias da sua fabulosa criação de cães de raça boxer.