terça-feira, janeiro 01, 2008

Presto a minha homenagem a José Júlio da Costa

A minha 1ª postagem do ano de 2008, é uma homenagem ao último herói nacional.
A um Homem que não teve: nem medo nem vergonha de ficar na História, no dia 14 de Dezembro de 1918 (há 89 anos!)
Para aqueles que não sabem de quem se trata, deixo aqui um pequeno resumo.
..........
José Júlio da Costa deslocou-se propositadamente de Garvão, pequena localidade do Baixo-Alentejo, até Lisboa, com o objectivo de terminar com o Regime Sidonista.
No dia já referido, após jantar no restaurante Silva, localizado no Chiado, dirigiu-se para a estação do Rossio, onde aguardou a chegada do Chefe de Estado, e consumou o assassínio.
Não tomou qualquer diligência no sentido de fugir, deixando-se capturar, após ter levado a cabo o intento que o movia.
Posteriormente, foi internado no Hospital Miguel Bombarda, de onde seria libertado em 1921, pela ocasião da revolta outubrista, por um grupo de 300 civis armados.
Conduzido ao Centro Republicano António Maria Baptista, foi lá homenageado e, seguidamente, ingressou na clandestinidade no norte do país.
A Maçonaria foi implicada no assassínio de Sidónio Pais, surgindo boatos de que José Júlio da Costa estaria envolvido com a mesma, embora nada tenha sido provado de facto.

3 comentários:

Anónimo disse...

Idem idem

rotivsaile disse...

Só faltavas tu agora, Camilo, para me tentar fecundar com essa ideia de que este fulano - um assassino é sempre um assassino - será o último herói nacional Português, pois conheci muitos e bons Heróis em África, podendo falar-te de alguns, logo que o pretendas.
Não homenageias um "Soldado Milhões", um Marcelino da Mata, um Daniel Roxo, um Carvalho das Barbas... para não falar de outros, porque razão? Estás assim tão zangado que já defendes fulanos que têm sangue nas mãos? E o Castilho, o Buiça ou o Aquilino "Malhadinhas", que mataram o Rei D. Carlos e o Príncipe Luis Filipe também são heróis nacionais? É que até o "Malhadinhas" foi para o Panteão, vê lá.
Para mim só será HERÓI NACIONAL aquele que dê por finda a prosápia de uns quantos que vêem Portugal como uma coutada, onde tudo é permitido... até a ASAE.
Um abraço do sempre Amigo Victor Elias

Camilo disse...

Meu Grande Amigo Elias!
Vou repetir, em coro, o que escreves na parte final:
"PARA MIM SÓ SERÁ HEROI NACIONAL AQUELE QUE DÊ POR FINDA A PROSÁPIA DE UNS QUANTOS QUE VÊEM PORTUGAL COMO UMA COUTADA,ONDE TUDO É PERMITIDO...ATÉ A A.S.A.E.!
......
Estou de acordo contigo.
Um abraço do sempre Amigo Camilo.
(Percebes agora, porque considero o José Júlio da Costa o último Herói nacional?
Percebes?
Percebes mesmo?!!!)