quarta-feira, agosto 29, 2007

A Máfia Portuguesa

A investigação da corrupção no Futebol português, mais conhecida por "Apito Dourado", tem de ser analisada, sem preconceitos.
E analisar comparativamente com o caso Casa Pia.
Os métodos obstructivos são os mesmos.
Os envolvidos, usando a cartilha do mundo da espionagem, para tentarem travar as investigações, usam a chantagem, compram testemunhas, tentam a todo o custo encontrar situações de ordem pessoal nos principais intervenientes para os calar, para branquear a situação.
No "Apito Dourado" houve notícia de perseguições ao magistrado do Ministerio Público de Gondomar, tentando encontrar alguma coisa na vida privada do magistrado.
Agora apareceu a irmã da "Carolina" e uma "denúncia anónima", para tentarem confundir as coisas.
O alvo é o Benfica. Porque sabem que foi o Presidente do Benfica - infeizmente mais um apoiante do PS - a fazer barulho e a exigir que a investigação prosseguisse.
No caso Casa Pia foi a Ordem dos Advogados, com José Miguel Júdice a comandar as tropas e com o apoio do actual Bastonário.
Nem no Burkina Fasso isto era possível.
Lá arranjaram os mesmos advogados para as vitimas e para a Casa Pia, que até já foi condenada.
Assim controlaram as informações e o acesso às vitimas.
O Estado e os poderes instalados tentaram evitar os danos.
Depois manobraram para chegar às vítimas.
Arranjaram uma mãe adoptiva para dizer mal do "filho", um primo para chegar a outra vitima, ataques à PJ e aos Magistrados a toda a hora, com a Ordem dos Advogados à cabeça.
Só não me controlaram a mim.
Não estou à venda.
Só faltei eu para terem o controlo total.
A Maçonaria quis tomar as rédeas do caso Caso Pia.
E conseguiu.
Mas aquela cáfila tenta por todos os meios atacar-me...
Através de uns apaniguados na Ordem dos Advogados.
O PS a manobrar na Ordem dos Advogados através do actual Bastonário - do grupo da Católica - metendo na Ordem um conjunto alargado de membros do PS.O PS pressionou as instituições judiciárias de forma mafiosa.
A situação de pressão ,ilegitima , sobre os magistrados , a PJ e as vitimas foi tanta que o ex-Procurador Geral da República teve de dizer, em Badajoz, que acusar o Carlos Cruz não é o mesmo que acusar o "Farfalha" (caso de pdófilia nos Açores) !!!
A máquina do PS movimentou-se toda contra a investigação.
Só num País periférico, terceiro mundista isto foi possível.
O "Apito Dourado" transformou-se numa prova cabal da nossa pequenez.de algumas forças, a chantagem e o compadrio e tráfico de influências são enormes.
Em Itália, o ano passado, a Juventus desceu de divisão, outra equipa desceu de divisão, houve condenações de árbitros e dirigents desportivos e nada aconteceu.
Em dois meses, Junho e Julho a Itália resolveu o seu "Apito Dourado".
Os métodos pidescos , o submundo, as pretensas guerras Lisboa/Porto, tudo serve para mostrar que lá no fundo Portugal e o sistema vigente têm de ser mudados radicalmente.
Os portugueses devem queixar-se ao Parlamento Europeu contra a iniquidade e a injustiça, as práticas mafiosas.
Durão Barroso já teve de escrever, explicando-se, ao Presidente do Parlamento Europeu, por causa do financiamento do PSD.
Os portugueses devem escrever ao Presidente do Parlamento Europeu pedindo a constituição de Comissões Parlamentares Eventuais para analisar os casos de iniquidade e injustiça na Justiça Portuguesa.
Hoje somos cidadãos da União Europeia e não apenas cidadãos portugueses.
O exercício da cidadania é um imperativo.
(In José Maria Martins)

3 comentários:

Paulo Sempre disse...

É assim....
Abraço
Paulo

antonio disse...

Oh Camilo, não se terá confundido com o filme que estão a fazer sobre o livro da Carolina?

É que a Máfia é só na Itália...

Casemiro dos Plásticos disse...

depoir de ler atentamente este post digo que isto tudo é uma grande familia com as costas largas...
eu voltei pior que nunca muahahahah
abraço