quarta-feira, agosto 08, 2007

portugal não é o da... Joana!!!

Os Portugueses devem conhecer o teor das escutas telefónicas no Processo Casa Pia
Está na fase de filmagens um filme que terá o título "Corrupção", baseado no livro de Carolina Salgado "Eu Carolina".
Não conheço as escutas no Processo Apito Dourado.
O que sei é que as escutas são fundamentais para a descoberta da verdade e para desmascarar pessoas, para destruir a imagem que querem passar, para prova dos crimes que cometeram.
Os portugueses devem conhecer ,integralmente, o teor das escutas telefónicas feitas no âmbito do Processo Casa Pia.
Para saberem o labirinto de tráfico de influências, conhecerem o palavreado ordinário de alguns escutados, os métodos usados para branquear a verdade, os sistemas de manipulação, as "portas" a que os interessados bateram para safarem os amigos, para destruírem a prova.
É por causa destas situações que agora atacaram o sistema de escutas.
Antes os políticos estavam habituados a que as escutas fossem usados para apanhar os traficantes de droga, um ou outro homicida, alguns burlões e falsificadores.
Mas nos processos mediáticos foram sendo apanhados nas escutas políticos, juízes, grandes empresários.
Quando a situação atingiu os políticos, quando as escutas revelaram os labirintos da troca de favores, do tráfico de influências, da corrupção, os políticos tocaram o sino a rebate.
E vá de alterarem a lei para limitar as escutas telefónicas.
Para eles se safarem.
Quem tem conhecimento da vida prática dos tribunais sabe que o que agora os políticos ,e seus sequazes, criticam nada mais é que um ataque à descoberta da verdade, uma manobra de protecção para eles, políticos.
Os eleitores portugueses devem exigir conhecer as escutas telefónicas feitas no âmbito do Processo Casa Pia e do Apito Dourado.
Os portugueses devem pensar que os partidos não são como os clubes de futebol.
Nós somos do mesmo clube sempre. É o coração que manda.
Mas ser do Benfica ou do Porto, do Santa Clara ou do Álvaro, do Peso da Régua ou do Sporting não faz mal nenhum.
Mas já em relação as partidos os portugueses devem exigir ética, honestidade, sentido do bem servir o Povo, verdade.
Devemos mudar de partido quantas vezes necessárias.
Por exemplo, académico , se um homem político um dia diz que não aumentará os impostos e os aumentar, não passa de um aldrabão, um indivíduo que engana o Povo, que vive da mentira, do esquema.
Pode tentar as justificações do costume, mas o ADN dele é feito de aldrabice.
Tem vários "loci" reveladores de mentira, falsidade, aldrabice, falta de ética.
Deve ser arredado do Poder. Como medida preventiva.
Aqui os portugueses têm de evoluir.
Não podem tratar os partidos como os clubes.
Há que responsabilizar os partidos que assentam na mentira, na aldrabice e apeá-los do Poder.
Porque se o não fizermos mostramos que não compreendemos a democracia e o poder do voto.
Pela cidadania.
(In José Maria Martins)

4 comentários:

Anónimo disse...

Meu caro, se as escutas do provesso Casa Pia viessem a ser conhecidas ficaria evidenciada toda a podridão deste regime até para aqueles que ainda acreditam nele, e são muitos.

D.Sebastião há-se chegar.

Isabel-F. disse...

"...
Os portugueses devem conhecer ,integralmente, o teor das escutas telefónicas feitas no âmbito do Processo Casa Pia...."


nunca acontecerá ... não convém ...

bjs

O sapo disse...

É claro que aos portugueses deviam ser tiradas as vendas dos olhos, mas muitos, mesmo que lhas quisessem tirar, acho que prefeririam ser cegos...

Camilo disse...

Anónimo:
Ai, D. Sebastião, D. Sebastião...
Isabel-F:
A maior parte desta malta(sapientíssima)... vende-se por um copo de vinho.
...E muitos (ou outros tantos)... nem o preço do copo (de vidro) valem!!!
...
sapo (dizente):
Tens razão!
Carradas de razão!!!
Todos nós somos vítimas desta "cegueira" imbecil.
Se pretendemos (ou temos a ideia de fazer qualquer coisa), estes "cegos" não deixam.
Pior: não colaboram.
Estou farto deste marasmo.