domingo, março 18, 2007

Iraque-A Fuga de Portugal ou a destruição da nossa imagem no Mundo

Quando os EUA decidiram invadir o Iraque, Durão Barroso apoiou.
Escrevi em jornais que tendo Espanha apoiado, Portugal não podia seguir outra via, para equilibrio e defesa dos nossos interesses, mesmo no seio da NATO, face a Espanha.
Mas sempre me pronunciei contra a guerra ao Iraque, por ser ilegal e ilegítima.
O petróleo e as birras de Bush deram lugar a uma catástrofe inominável.
A semana passada Portugal fechou a Embaixada de Portugal no Iraque e desapareceu de cena.
Adeus interesses petrolíferos, adeus interesses na reconstrução do Iraque e negócios chorudos.
O Governo de José Sócrates deu mais uma machadada na nossa credibilidade no Mundo.
Saímos de cena, numa das zonas mais importantes em termos geo-estratégicos e económicos.
O Governo de José Sócrates deu como desclpa oficial não estar a nossa embaixada na "Zona Verde" e haver insegurança!!! Blá;Blá; Blá, político. Qualquer Governo responsável teria tomado outra atitude: Passava a embaixada para a Zona Verde e ficava. Como marca de soberania, de visão política consequente, em defesa dos nossos interesses.
Mas José Sócrates fechou uma representação diplomática, como fecha Centros de Saúde.Um erro político monstruoso.
O Médio Oriente e o Norte de África são zonas vitais para Portugal.
José Sócrates está a anos luz da realidade e dos interesses estratégicos portugueses.
Qual a nossa política externa?:
-Vender mão de obra barata pela via da emigração de pés descalços?
-Abandonar os nossos emigrantes encerrando consulados?
-Fechar Centros de Saúde e maternidades e mandar mulheres portugueses dar à luz em Espanha?
-Obrigar os portugueses raianos a recorrer a médicos espanhóis em Espanha?
-Fazer os portugueses, a maior parte, passar fome?
-Voltar aos tempos da mala de cartão?
O Presidente da República tem de tomar uma posição, nos termos constitucionais.
Como cidadão, e com essa legitimidade, vou enviar uma espécie de Memorandum ao Presidente da República, sobre tudo isto, revelando as minhas preocupações e apreensões.
Agora sim justifica-se a aplicação da Lei de Gresham!!!!!!!!!!
José Sócrates tem de dar lugar aos melhores o seu Governo é um fiásco.
Só desfaz e isso é fácil.
Nao admito sequer que Portugal seja tratado desta forma.
José Sócrates está a ir pelo caminho errado.
E, como José Sócrates bem sabe está a levar o PS para o abismo e Portugal para a desgraça.
São necessários mais 40 conjurados para salvar Portugal.
Voltámos a 1640, há para aí umas tantas Duquesas de Mântua que urge eliminar.

2 comentários:

Anónimo disse...

Fomos no balanço e na esperança e estar como os outros nas luzes da ribalta...eu tambem vou disse BARROSO.Mas essa não era a nossa luta mesmo que a promessa de ter um simples barril de petróleo.
Numa guerra ilegitima e ilegal como esta safam-se os grandes,com muitas perdas à mistura,para sacar a sobrevivência de uma economia devastada de erros sucessivos como a americana.Fomos de arrasto,de foclore moderno,para a impressa pensar e dar ao mundo a ideia que tudo era força e planeado.CONCLUSÃO: estamos mais pobres e podres ,de despesa publica e de espírito econsciência .Esta medida de retirada,é corajosa e justa para aqueles (nós) que pagamos para lá estarem e porque a vergonha é tipica do ser humano,pelo menos deste ministro. até breve,mário franco

Conceição Bernardino disse...

Olá,


O mistério da vida é percorrer até ao fim.
Sentir, amar, desfrutar, porque a única certeza que temos...será certamente que um dia iremos morrer...com a esperança que voltaremos a nascer!


Beijinhos
ConceiçãoB
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com