domingo, março 11, 2007

Recordar é viver!


Ao dar "uma vista de olhos" pelo blog do Paulo Salvador devido ao seu livro "Recordar Angola", deparei com esta foto que me trouxe à memória para lá de 32 anos!...
Da esquerda para a direira:
O Helder de Sousa, maluco-doido pelas corridas de automóveis. O susto que ele me pregou quando me deu boleia, num "camaro" da baixa de Luanda para a cidade alta -redacção da revista "equipa"...
Arrancou em alta velocidade- parecia que tinha asas. O "Camaro" voava ...
Quando saí, meio tremeliques das pernas, ameaçei-o:
"-Nunca mais me apanhas aqui dentro!"
Agarrado ao volante, o Helder ria-se como um perdido;
Jorge Pêgo e Rui Pêgo, também dois doidões pelas corridas de automóveis...
Ainda me lembro do espectacular acidente do Jorge Pêgo, numa competição em Moçâmedes, "VIII CIRCUITO AUTOM. DAS FESTAS DO MAR". O seu bólide (Nº2) ficou desfeito. Foi... "O Milagre de Jorge Pêgo" e com razão, tal a violência do acidente.
Chegou-se a pedir que o desastre de Jorge Pêgo deveria servir de elemento de meditação profunda...
As fotos, impressionantes... sairam na "equipa" e no "Notícia" onde eu trabalhava.
A título de curiosidade, quem ganhou esta corrida foi o Mabílio de Albuquerque (Lola T292) seguido do Mané Nogueira Pinto (G.R.D.) e do Herculano Areias (Porche Car.6).
Toda esta emoção em... Moçâmedes, 23 de Março de 1974. Já lá vão 34 anos!!!
Nesta foto de apresentação do livro (que pena não ser do F.Chaves)... faltam o Carlos Blanco, o João Coimbra e o Luís Silva que na "equipa" escrevia o "Rallye" (dizem que está na Bélgica); o Artur Ferreira, sempre na berra da F1... Em 1971 fui com ele num Rallye do "Notícia", Luanda-Salazar.
Em Salazar (hoje N'dalatando)... a prova constava duma gincana.
A meio da prova, e depois de ter feito uma data de piruetas, com a viatura a fumegar e derrapagens à mistura, o Artur Ferreira "partiu" o NSU TT.
Grandes malucos que nós éramos!!!
........
No regresso a Luanda, fizemos uma paragem no Dondo.
Eu estava com uma dor de cabeça do camano. Era domingo e vínhamos a ouvir o relato...
O Sporting, treinado pelo Fernando Vaz, ia com 6 pontos de avanço sobre o Benfica.
Estava empatado (0-0) em Alvalade com o Barreirense.
O Barreirense ganhou por 0-1 com uma exibição fenomenal do Bento (agora falecido).
(A dor de cabeça piorou)...
Ficamos a 4 pontos dos lampiões.
No domingo o Sporting ia jogar à luz, onde levou 5-0.
"Nada a fazer quando os monstros acordam" escrevia, em título, n'A Bola o Alfredo Farinha, que eu li com bastante raiva...
O campeonato, nesse ano, foi p'ró galheiro!
-O que são as recordações...

2 comentários:

Zé Maria disse...

Obrigado pela visita ao O Último Primata caro colega do mundo dos Blogs.
Quanto à sua questão, terá de visitar o Blog mais vezes, e a resposta há-de chegar.
Parabéns pelos seus Blogs.
Nota: Também gosto de ler os comentários que deixa no Blog O Leão da Estrela.

MACXDREAM disse...

Sr.Camilo, para grande inflicidade minha, e de todos os sportinguistas, desde esses tempos que pouco mudou no sporting, a não ser o facto de agora os titulos irem parar quase sempre ao fcporto.

cptos.