quinta-feira, julho 05, 2007

Porque o TERRORISMO existe!!!

QUANDO UMA LEI NÃO RESPEITA OS MAIS ELEMENTARES PRINCÍPIOS DA CONDIÇÃO HUMANA, O TERRORISMO É UMA HIPÓTESE...
--------------------------------------------------------------------------------------------
Artur Silva, professor de filosofia na Escola Secundária Alberto Sampaio, em Braga, foi considerado apto para leccionar apesar de lhe ter sido diagnosticado cancro na traqueia e ter ficado mudo após operação.
Esta decisão partiu da Caixa Geral de Aposentações, que lhe recusou a reforma, e uma Junta Médica que nem sequer o convocou para constatar o seu estado de saúde.
Após um autentico calvário, o professor Artur Silva faleceu aos 60 anos, depois de uma autêntica via-sacra nas teias da burocracia.
Como escreve o “Portugal Diário” através das palavras de um seu colega de profissão, Artur Silva, “quando regressou à Escola Secundária Alberto Sampaio, em Braga, já o ano lectivo de 2006 estava no fim e os alunos acabaram por não ter aulas com este professor. A escola não lhe marcou serviço lectivo, garante a DREN. Morreu no início deste ano deprimido e desiludido”
Podem-me dizer que é a Lei que rege os trâmites destas situações.
Então, só há um caminho: - Alterem a Lei!
Até porque já não é caso único.
Foi, também, o caso da professora Manuela Estanqueiro, que lhe foi diagnosticada Leucemia, tendo sido obrigada a regressar ao serviço para não perder o vencimento.
Manuela Estanqueiro, foi considerada apta para o exercício de funções por uma junta médica da Caixa Geral de Aposentações. Acabou por conseguir a sua aposentação uma semana antes de morrer, no Hospital de Aveiro, após 31 dias de escola com vómitos e desmaios.
As leis e as normas são para se cumprir. Mas, quando estamos perante casos deste só há um caminho: - alterar a Lei. E, isto, cabe à classe política representada na Assembleia da República.
Não há outra forma.
(Manuel Abrantes-adap.)

3 comentários:

JV disse...

Camilo, não sei se já soube que agora a Democracia tem região demarcada. Quando não estiver em casa, num café, ou numa esquina, pense antes de falar: olhe que segundo o Governo, criticá-lo fora desses espaços é «falta de sensibilidade social».

antonio disse...

Disseste DREN? As coisas que lá acontecem!

Mas o assunto é sério e atesta a mediocridade social e moral a que chegámos.

Camilo disse...

Ó meus Amigos JV e António!!!
Mesmo a criticar o desGoverno em nossas casas só...
SEM VISITAS!!!!!!!!
ÀS ARMAS! ÀS ARMAS!!!
CONTRA ESTA PANDILHA,
MARCHAR, MARCHAR!!!